Se e os vazamentos se confirmarem, o iPhone 8 terá leitor de íris e tela com aspecto de cinema, tal qual acontece com o Galaxy S8. As informações foram encontradas pelo programador Steve Troughton-Smith, enquanto estudava o código da caixa de som portátil da Apple, apelidada de HomePod. Nas redes sociais, os fãs da maçã já afirmam que a maioria dos detalhes sobre o futuro lançamento já são conhecidos. A expectativa é de que a Apple revele o próximo smartphone em setembro.

Tela sem bordas, que contorna a câmera dianteira, não é novidade: Essential Phone foi o primeiro a apostar nessa solução (Foto: Divulgação/Essential)

Tela sem bordas, que contorna a câmera dianteira, não é novidade: Essential Phone foi o primeiro a apostar nessa solução (Foto: Divulgação/Essential)

Em relação à tela com aspecto de cinema, que efetivamente acaba com as bordas no entorno do display, as informações obtidas a partir do firmware do HomePod apontam que ao menos um dos modelos do novo iPhone terá uma tela que envolve a câmera frontal e o alto-falante dianteiro, imitando o design do Essential Phone.

Com relação às funcionalidades de autenticação biométrica, o mesmo firmware deixa escapar informações que apontam para a presença de recursos de reconhecimento facial, inclusive com direito à câmera infravermelha que permitiria ao celular reconhecer a íris do usuário mesmo no escuro.

No código do firmware, há informações que relatam a presença de itens como “FaceDetect”, acompanhados de uma série de mensagens de erro a serem exibidas quando a identificação é mal-sucedida por conta de erros na hora de usar o recurso: rosto muito próximo da câmera e muitos rostos diante da câmera, entre outros.

Outro método de autenticação típico dos iPhones, o Touch ID não está confirmado. No mercado comenta-se que o leitor de impressões digitais pode ficar na própria tela (sem um botão dedicado a isso), assim como pode parar no painel traseiro do celular ou ainda no botão liga/desliga.

Mais sobre o iPhone 8

Outros rumores sobre o novo smartphone da Apple surgiram em junho, quando as primeiras capinhas chinesas para o telefone começaram a aparecer. Em geral, os fabricantes chineses desses tipos de acessório costumam acertar ao adiantar seu produtos por conta de informações de bastidores, já que a cadeia produtiva do iPhone está toda centralizada na China.

Os designs das capinhas mostram, além da hipótese do Touch ID ser deslocado para a parte posterior do celular, um design em que o sistema dual câmera fica disposto na vertical. Essa alteração em relação à disposição horizontal das câmeras encontradas nos iPhone 7 pode indicar que a Apple está pronta para investir no mercado de realidade aumentada e virtual.

Com informações: The Verge e Apple Insider

Fonte: http://www.techtudo.com.br